Educação Digital

On 11/18/19 14:08 Updated at 06/24/22 11:31

Inscrições para o Letramento Digital 2022/1

O Projeto Educação Digital abre inscrições para o Letramento Digital

Folder Educação Digital 2022/1

 

 

Atalhos

Roda de Conversa

Cuidado de Si

Rodas de Leituras

Algoritmo Cinematográfico

 

 

Projeto de extensão EDUCAÇÃO DIGITAL: Políticas, Leitura, Produção Textual, Identidade e Letramento Digital com trabalhadoras/es terceirizadas/os da UFG.

O Instituto de Informática/APOEMA, em parceria com a Faculdade de Educação e o SEINFRA oferta às/os trabalhadoras/es terceirizadas/os e à comunidade geral uma ação de extensão, cujo objetivo é contribuir com a formação educacional e digital, através da leitura, da produção textual e da inclusão digital e cultural das/os trabalhadoras/es terceirizadas/os da UFG. Além disso, são desenvolvidas ações pedagógicas voltadas à leitura, à escrita e ao uso do computador, como ferramenta útil no processo de ensino-aprendizagem e de trabalho, bem como melhorar o desempenho e o entendimento da leitura dos documentos/textos utilizados no trabalho e problematizar, através da leitura e da produção textual, as identidades dessas/es trabalhadoras/es, sobretudo no que tange aos aspectos étnicos, sociais e de gênero dos sujeitos participantes. As aulas acontecem às quartas-feiras, das 14h às 15h 30min, no Instituto de Informática. Trata-se de um projeto situado na área da Análise do Discurso e faz parte do eixo social do programa de extensão computAÇÃO HUMANA, é coordenado pela Técnica em Assuntos Educacionais Raimunda Delfino e tem a duração de dez meses, com carga-horária de 60h. Foram selecionadas/os bolsistas voluntários do corpo discente da UFG.

 

 

 

 

Diretrizes do Projeto (.pdf)

Critérios de participação no projeto:

1. ter mais de 18 anos de idade;
2. não ter vínculo educacional (discente) com a UFG;
3. não ter vínculo empregatício efetivo com a UFG (servidor técnico-administrativo, ou docente);
4. ser trabalhador terceirizado na UFG.

*Ofertaremos 45 vagas por módulo, das quais cinco serão destinadas a membros da comunidade externa à UFG. Em caso de desistências, o preenchimento das vagas será realizado pela coordenação do Projeto.

Para participação como monitores, inscrições e demais informações, entre em contato através do telefone (62)3521-1724, ou envie e-mail para:
projetoeducacaodigital@ufg.br


Curta a nossa página do Facebook

 

Contatos

Email: projetoeducacaodigital@ufg.br

Telefone: (62) 3521-1810

Instagram da Assesoria: @educadigitalufg

Local: Sala 140 térreio no prédio do INF

 

 

 


Notícias relacionadas ao projeto:

Projeto de extensão do INF é tema de reportagem premiada

Algoritmo Literário: uma ação que pretende estimular a leitura no INF

Instituto de Informática (INF) oferece aulas de computação aos terceirizados e trabalhadores da UFG

Humanizando o Instituto de Informática (Jornal UFG)
 
Educação digital para ir além do WhatsApp (Jornal UFG)
 
Vinheta da TV-UFG
 
Vídeo sobre Algoritmo Literário
 
Vídeo sobre projeto Educação Digital
 

 

Ações da Assessoria Educacional do INF em tempos de pandemia

 

     Algoritmo Cinematográfico 

 

O Algoritmo Cinematográfico consiste em promover aos/às estudantes do Instituto de Informática e comunidade geral um momento de ócio produtivo, através do cinema. Funciona assim:

a) os/as alunos/as escolhem um filme, relacionado ou não com o universo da computação e da tecnologia da informação. É feita a arte de divulgação e propagada nas redes sociais do INF. Cada pessoa assiste ao filme em sua casa, no horário que quiser e puder e se apresenta para o debate do filme, que acontece em uma sala do Google Meet;

b) o/a mediador/a da atividade seleciona um vídeo, curta-metragem ou documentário, disponível em domínio público, e transmite durante a reunião. Depois disso, é promovido o debate, durante o qual são discutidos aspectos sociais, históricos, políticos, educacionais etc. Cada encontro tem duração de 1h30min. A escolha do método, se assistir o filme e depois se reunir para discutir, ou se fazer isso juntos, é feita pelos/as participantes, ao término de cada encontro.

 

 

 

     Algorítimo Literário 

O Algorítimo Literário é um projeto de ensino que consiste em fomentar a leitura e a escrita. O público-alvo é composto pelos/as estudantes do Instituto de Informática. Funciona assim: é feita a escolha do livro a ser lido. Quem escolhe são os/as próprios/as alunos/as. É feita a leitura do livro. Cada um lê, anota os pontos que deseja discutir e acessa o link do Google Meet divulgado na página do INF. Caso o livro escolhido contemple uma discussão mais filosófica, tenha muitos capítulos, muitas páginas (Fique em pé sozinho!) discutiremos um ou dois capítulos por a cada reunião.

 

 

     Roda de Conversa

O projeto de ensino Roda de Conversa com psicólogos e psicanalistas tem como objetivo proporcionar ao/à estudante do Instituto de Informática um momento para “abrir o peitinho”, de ser escutado por um/uma terapeuta, que fará uma escuta profissional e terá condição técnica de interagir da forma mais adequada. Trata-se de um diálogo guiado por um tema que aflige as pessoas presentes na sala do Google Meet, durante a reunião. Não há obrigatoriedade de o/a estudante participar de todas as Rodas, pois não trata-se de um tratamento, trata-se, pois de promover um momento destinado ao alívio do sofrimento psicológico e, caso seja necessário o/a estudante será recomendado que busque o apoio do Saudavelmente ou de uma das clínicas parceiras.

 

     Cuidado de Si

Projeto Cuidado de Si, com a Profª Lu, em parceria com o IFRS Canoas. A atividade consiste em encontrarmos um tempo para nos cuidar, relaxar, respirar, meditar e conversar. O encontro acontece todas as quintas-feiras às 19h.

 

     Letramento digital 60+

Este projeto surgiu da necessidade que a PRAE identificou de realizar a inclusão digital dos/as estudantes da UFG com a idade a partir de 60 anos. Com o advento do ensino remoto na UFG, esse grupo de sujeitos precisou de ações de letramento digital, a fim de continuarem seu processo de formação acadêmica, nessa nova realidade.

A Coordenação de Inclusão e Permanência - CIP - também já havia iniciado um movimento de escuta desses estudantes, com o intuito de identificar quais seriam as dificuldades específicas desse público alvo. Percebeu-se, de imediato, a necessidade de uma equipe multidisciplinar para que a identificação das dificuldades fossem feitas e, para além disso, fossem propostas ações com intuito de superá-las.

Tendo em vista que já havia uma ação de inclusão digital sendo proposta e realizada pelo INF, nosso primeiro movimento foi o de integrar esse projeto à essa ação de inclusão digital, vinculada ao programa de extensão do Instituto de Informática da UFG, o EDUCAÇÃO DIGITAL: Políticas, Leitura, Produção Textual, Identidade, Subjetividade e Letramento Digital com Trabalhadoras/es Terceirizadas/os da UFG.

Tendo em vista que o propósito norteador das ações de extensão, ofertadas pelo INF, nasceram a partir das ações do projeto de extensão e de pesquisa EDUCAÇÃO DIGITAL: Políticas, Leitura, Produção Textual, Identidade, Letramento Digital com Trabalhadoras/es Terceirizadas/os da UFG, cujo objetivo era o de fomentar a prática da mediação pedagógica, orientada pelo dialogismo bakhtiniano, no que se refere ao letramento digital dos estudantes, percebemos a possibilidade de acrescentar a esse projeto, o trabalho com os estudantes da UFG com idade igual ou superior a 60 anos.

 

 

 

     A gramática, o texto, o discurso

O objetivo do projeto é conduzir o aluno ao conhecimento e ao uso da estrutura da gramática, na produção de textos orais e escritos.

Serão discutidos os assuntos: regência verbal, o uso dos pronomes no texto, concordância nominal, concordância verbal e verbo-nominal, pontuação, o texto, a leitura, o plágio.

Os encontros acontecerão a cada duas semanas e a primeira aula do curso acontecerá na quarta-feira, 22 de setembro, às 18h pelo Google Meet.

 

 

     Ações de protagonismo estudantil

A Assessoria Educacional do INF promove reuniões semanais com os/as estudantes do INF, que desejem ser protagonistas de alguma ação de ensino ou de interação social. O principal objetivo é mostrar aos/às estudantes que, apesar de estarmos em um difícil momento social, pessoal e político, por causa da pandemia do COVID19, o mundo não parou, a universidade, o INF, não parou, nem deixou de se preocupar, nem de se ocupar com seus/suas estudantes.

Nesse sentido, as/os alunas/os são orientadas/os pela Técnica em Assuntos Educacionais e Assessora Educacional do INF a desenvolverem tutoriais, vídeos com duração de 05 min com conteúdos referentes ao universo da Tecnologia da Informação e direcionadas a suas/seus colegas de área, de curso, de aula. É uma ação feita por alunas/os para alunas/os, pela qual cada um/uma desenvolverá um trabalho, dentro de seu leque de habilidades acadêmicas e cognitivas.

As atividades vão desde tutoriais de acesso, desenvolvimento, ou uso de plataformas, aplicativos, linguagem de programação etc até mesmo a lives que acontecerão no canal do Youtube do Instituto de Informática.

Como resultado dessas reuniões, há, dentre outras atividades, a produção do artigo "Revitalização das praças públicas: um bem que é público, um bem que é nosso!" o qual prevê o desenvolvimento de um aplicativo e pretende tornar-se parte integrante deste projeto de ensino, configurando, dessa maneira, a autonomia da estudante e seu protagonismo estudantil. A partir desse artigo surgiu o projeto praças é um projeto participativo que deverá ser desenvolvido com base no engajamento da comunidade acadêmica do Instituto de Informática da UFG. Para tanto, consideramos os postulados teóricos contidos do PPC do curso de Engenharia de Software e das disciplinas já cursadas.

O objetivo geral é provocar a intervenção no espaço físico, com o intuito de gerar nos/as estudantes do INF o sentimento de pertencimento àquele espaço. Levá-los a colocar em prática os conhecimentos adquiridos, tais como o conceito de economia circular, linguagens de programação e computação e sociedade.