Estudantes do INF são selecionados para estagiar no Facebook em Londres

João Netto e Misael Mateus começam o estágio em janeiro de 2020. 
 
Os alunos de ciência da computação do Instituto de Informática, João Netto, 5° período e Misael Mateus, 7° período, foram selecionados para estagiar na sede do Facebook, em Londres na Inglaterra. Os estudantes embarcam em janeiro de 2020 e ficarão por três meses realizando atividades no âmbito da computação.
 
Ambos, João e Misael, se dedicaram a participar de maratonas de programação o que proporcionou maiores chances no processo seletivo do Facebook. Misael participou duas vezes da maratona e afirma que isso o ajudou na entrevista porque elas são semelhantes: “As maratonas são competições para resolver problemas com algoritmos e coisas básicas da computação, é mais relacionada a grafos e estruturas de dados o que acaba ajudando nas entrevistas que possuem a mesma temática” disse Misael. João ainda complementa: “Na verdade, as entrevistas são bem mais fáceis que a maratona em si”.
 
O processo seletivo consiste nos estudantes se inscreverem no site do Facebook e aguardar o retorno da empresa. Quando são chamados, realizam duas fases online e em inglês com profissionais do Facebook de Londres. A primeira fase possui 45 minutos e os alunos têm que resolver dois exercícios de programação e a segunda fase são 45 minutos com exercício de programação e 15 minutos de perguntas sobre questões dos alunos com a universidade. 
 
Os futuros estagiários afirmam que o segredo está em saber explicar bem os exercícios: “Não consegui resolver um exercício da primeira fase mas passei porque mostrei para eles o desenvolvimento e o raciocínio lógico” afirma João, “Eles estão mais interessados em saber como você resolve um problema do que a solução em si, querem saber como você pensa e aborda um problema difícil e novo.”  complementa Misael. 
 
Por agora os alunos esperam por dezembro, que é o mês que o Facebook irá contactar os estagiários para fornecer mais informações sobre o projeto que irão realizar na empresa. “Eles esperam que você consiga mexer em qualquer área dentro da computação” afirma Misael.
 
Texto: Valeska Fernandes