Professor da UFG participa da Schloss Dagstuhl

Celso Camilo é o único sul-americano a fazer parte de grupo que discute genética de softwares em centro de pesquisa alemão
 
 
O professor do Instituto de Informática (INF) da UFG, Celso Gonçalves Camilo Júnior, foi convidado a participar de seminário anual da Schloss Dagstuhl, centro de pesquisa sem fins lucrativos pertencente à Associação Leibniz. O evento foi realizado entre os dias 28/1 a 2/2, na Alemanha.
 
O objetivo da reunião é discutir novas ideias a respeito de problemas mundiais relevantes. Na edição que Camilo participou, o tema central foi Genetic Improvement of Software. De acordo com o professor, trata-se de uma área da Informática que "aplica a Inteligência Artificial em problemas da produção de software e estuda formas de implementar melhorias de forma automatizada ou semi-automatizada".
 
O docente da UFG foi o único representante da América do Sul a compor o grupo, entre 27 pessoas escolhidas pela Schloss Dagstuhl. Participaram do encontro pesquisadores da academia e da indústria.
 
Fonte : Ascom/UFG