Especialistas discutem Inteligência Artificial

Local: Instituto de Informática da UFG - Câmpus Samambaia / Faculdade Sul-Americana
Período do Evento: 05 a 09 Fevereiro 2018

 
A inteligência artificial (IA) faz com que os computadores sejam capazes de realizar tarefas de maneira similar a seres humanos. Os avanços e oportunidades sobre o uso da IA são temas de palestras que integram a programação da Escola de Verão da Deep Learning Brasil, Summer School, que tem o apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG). O evento é aberto ao público.

As vagas para as palestras que vão ocorrer na UFG estão esgotadas, mas os interessados ainda podem se inscrever para as palestras que serão realizadas nos dias 5 e 6 de fevereiro, das 19h às 22h, no auditório da Fasam - Faculdade Sul-Americana. Estudantes, profissionais, empreendedores e entusiastas do assunto podem realizar a inscrição online, no site da Fasam, no valor de R$ 30,00 para ambos os dias.

Para falar sobre os avanços da IA na área da saúde estarão presentes Pedro Henrique Amorim, integrante do time de inovação do Hospital Israelita Brasileiro Albert Einstein e o médico neurorradiologista da Unifesp e doutorando em inteligência artificial, Felipe Campos Kitamura. O francês consultor de novas tecnologias da multinacional Ideose, Pierre Guillou, desembarca na Fasam para responder, entre outras, a seguinte questão "Democratizando Deep Learning. E depois?".

O progresso da inteligência artificial aplicada à computação de softwares e games será apresentado pelo diretor da Nvidia para América Latina, Márcio Aguiar, enquanto o doutor em Engenharia da Eletrônica e Computação, Anderson da Silva Soares, fundador da Deep Learning Brasil, discutirá os desafios e oportunidades de um mundo orientado a dados.

Deep Learning
Uma das técnicas mais atuais da inteligência artificial, Deep Learning, trata-se da criação de redes neurais que permitem que computadores e outros dispositivos alcancem autonomia na interpretação de dados, a exemplo da Cortana (assistente inteligente personalizado da Microsoft), do Google Translate e de Chat Bots inteligentes utilizados para o atendimento do comércio online.

O protagonismo da área foi apontado por relatório publicado em dezembro do último ano pela empresa de consultoria Gartner, Inc.. A previsão indica que 2020 será um ano crucial na dinâmica de emprego, uma vez que a inteligência artificial se tornará um positivo motivador, chegando a criar aproximadamente 2 milhões de novos postos de trabalho no setor, até 2025.